Inteligência Emocional azul job reuniao

O que é Inteligência emocional? É um conceito da Psicologia?

Inteligência Emocional - Azul Job ReuniãoO que é Inteligência emocional? É um conceito da Psicologia?

Inteligência emocional é um conceito em Psicologia que descreve a capacidade de reconhecer e avaliar os seus próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles.

Pelo ponto de vista da filosofia ikigai, é a competência responsável por boa parte do sucesso e da capacidade de liderança de um ser humano.

Inteligência emocional é um conceito relacionado com a chamada “inteligência social”, presente na psicologia e criado pelo psicólogo estadunidense Daniel Goleman.

Um indivíduo emocionalmente inteligente é aquele que consegue identificar as suas emoções com mais facilidade.

Uma das grandes vantagens das pessoas com inteligência emocional é a capacidade de se automotivar e seguir em frente, mesmo diante de frustrações e desilusões.

Entre as características da inteligência emocional está a capacidade de controlar impulsos, canalizar emoções para situações adequadas, praticar a gratidão e motivar as pessoas, além de outras qualidades que possam ajudar a encorajar outros indivíduos.

Daniel Goleman

Goleman definiu inteligência emocional como:

…capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós e nos nossos relacionamentos.” (Goleman, 1998)

Para ele, a inteligência emocional é a maior responsável pelo sucesso ou insucesso dos indivíduos.

Como exemplo, recorda que a maioria das situações de trabalho é envolvida por relacionamentos entre as pessoas e, desse modo, pessoas com qualidades de relacionamento humano, como afabilidade, compreensão e gentileza têm mais chances de obter o sucesso.

Cinco Habilidades Interpessoais e Intrapessoais

Segundo ele, a inteligência emocional pode ser categorizada em cinco habilidades:

  1. Autoconhecimento emocional – reconhecer as próprias emoções e sentimentos quando ocorrem;
  2. Controlo emocional – lidar com os próprios sentimentos, adequando-os a cada situação vivida;
  3. Automotivação – dirigir as emoções a serviço de um objetivo ou realização pessoal;
  4. Reconhecimento de emoções em outras pessoas – reconhecer emoções no outro e empatia de sentimentos; e
  5. Habilidade em relacionamentos interpessoais – interação com outros indivíduos utilizando competências sociais.

As três primeiras são habilidades intrapessoais e as duas últimas, interpessoais. Tanto quanto as primeiras são essenciais ao autoconhecimento, estas últimas são importantes em:

  1. Organização de grupos – habilidade essencial da liderança, que envolve iniciativa e coordenação de esforços de um grupo, bem como a habilidade de obter do grupo o reconhecimento da liderança e uma cooperação espontânea.
  2. Negociação de soluções – característica do mediador, prevenindo e resolvendo conflitos.
  3. Empatia – é a capacidade de, ao identificar e compreender os desejos e sentimentos dos indivíduos, reagir adequadamente de forma a canalizá-los ao interesse comum.
  4. Sensibilidade social – é a capacidade de detectar e identificar sentimentos e motivos das pessoas.

Salovey e Mayer

Salovey e Mayer definiram inteligência emocional como:

…a capacidade de perceber e exprimir a emoção, assimilá-la ao pensamento, compreender e raciocinar com ela, e saber regulá-la em si próprio e nos outros.” (Salovey & Mayer, 2000).

Dividiram-na em quatro domínios:

  1. Percepção das emoções – inclui habilidades envolvidas na identificação de sentimentos por estímulos, como a voz ou a expressão facial, por exemplo. A pessoa que possui essa habilidade identifica a variação e mudança no estado emocional de outra.
  2. Uso das emoções – implica a capacidade de empregar as informações emocionais para facilitar o pensamento e o raciocínio.
  3. Entender emoções – é a habilidade de captar variações emocionais nem sempre evidentes;
  4. Controlo (e transformação) da emoção – constitui o aspecto mais facilmente reconhecido da inteligência emocional – é a aptidão para lidar com os próprios sentimentos.

Testes de Inteligência Emocional

Os testes tradicionais (QI) medem a capacidade cognitiva da pessoa.

Já os de inteligência emocional baseados na habilidade, são passíveis de interpretações subjetivas do comportamento.

O maior problema enfrentado quando se trata de medição de inteligência emocional é como avaliar as respostas “emocionalmente mais inteligentes“: uma pessoa pode resolver situações que envolvem componentes emocionais de diversas maneiras.

 

Em breve Teste Para Medir a sua Inteligência Emocional – Exclusividade da Azul JOB.

 

Azul Job Aonde o Mundo Vai Te Conhecer!

Salário Mínimo